• Infraero - Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária

    Aeroporto Digital – Londrina

    Londrina, Paraná, Brasil

Resumo do Projeto

Projeto

O estado do Paraná no Brasilá possui o Aeroporto Governador José Richa (SBLO), o quarto maior aeroporto no sul do Brasil, localizado perto da cidade de Londrina. A Infraero– Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária, operadora do aeroporto, precisava de uma maneira melhor de organizar seus dados no SBLO e compartilhá-los entre diferentes áreas da empresa e partes interessadas externas. O aeroporto ocupa 727.000 metros quadrados e o terminal cobre uma área adicional de 5.280 metros quadrados. Em 2017, o aeroporto teve cerca de 22.250 decolagens e pousos e tem capacidade para transportar até 2,6 milhões de passageiros por ano. A Infraero procurou virtualizar o SBLO e criar um modelo de referência que, se bem-sucedido, seria usado na virtualização dos outros 53 aeroportos que opera no Brasil.

Solução

Para este projeto estimado em BRL 330.000, a Infraero queria criar um gêmeo digital que agisse como uma malha realística e um repositório central para todos os dados do aeroporto, incluindo infraestrutura, edifícios, sistemas de edifícios, instalações, mapas e dados de gerenciamento. Com 60 pessoas envolvidas, incluindo 10 modeladores, a comunicação entre os participantes foi essencial. Os membros da equipe usaram aplicativos Bentley para modelar 20 instalações existentes, cobrindo mais de 920.000 metros quadrados de área de superfície do aeroporto. Eles também modelaram uma pista de decolagem e pouso, dois pátios de aeronaves e o sistema de pistas de taxiamento e estradas de acesso. Em seguida, a equipe do projeto criou um banco de dados paramétrico para apoiar o planejamento e melhorar o gerenciamento de projetos.

Resultado

Usando a tecnologia BIM e GIS, juntamente com aplicativos Bentley, a equipe do projeto criou um gêmeo digital do aeroporto que inclui uma malha realística do aeroporto e um repositório central para todos os dados do aeroporto. O repositório central ajudará os usuários a identificar com precisão a localização dos sistemas dentro da infraestrutura do aeroporto, melhorando o gerenciamento de negócios com operações seguras e eficientes. O gêmeo digital também simplificará todos os futuros projetos internos de infraestrutura de aeroportos, bem como os processos de planejamento e gerenciamento. Concluído em 2018, a Infraero constatou a economia nos custos de manutenção e melhor operação do aeroporto na SBLO. A equipe do projeto estima economizar mais de BRL 559.000 por ano com seu gêmeo digital. A organização também espera ver um aumento na lucratividade comercial e na disponibilidade de equipamentos críticos. Ao usar a metodologia BIM na operação e manutenção de aeroportos, a Infraero tem um registro confiável de sua infraestrutura de aeroportos com monitoramento e controle em tempo real de todos os ativos. O primeiro gêmeo digital no Brasil será usado nos futuros projetos de construção e infraestrutura da Infraero.

Software

O ProjectWise foi usado para criar a plataforma de integração do aeroporto, que serviu como ambiente de dados conectados do projeto. O recurso de importação de nuvem de pontos do MicroStation permitiu que a equipe criasse a malha realística de toda a instalação do aeroporto usando nuvens de pontos. O OpenBuildings Designer (anteriormente AECOsim Building Designer) ajudou a projetar e organizar bibliotecas de instalações de aeroportos, bem como modelar o terminal de passageiros existente, o terminal de carga, o corpo de bombeiros e outros edifícios. A equipe usou o OpenRoads para criar o projeto geométrico e o sistema de pista mostra o mapa de superfícies para pistas de decolagem e pouso, pistas de taxiamento e estradas de serviço.

Playbook do Projeto: MicroStation, OpenBuildings Designer, OpenCities Map  (anteriormente Bentley Map),  OpenRoads, ProjectWise

Resultados/Fatos
  • MicroStation, OpenBuildings Designer e OpenRoads ajudaram a modelar mais de 920.000 metros quadrados de área de superfície do aeroporto.
  • O aeroporto ocupa 727.000 metros quadrados, transportando até 2,6 milhões de passageiros por ano.
  • A Infraero estima economizar mais de BRL 559.000 por ano com seu gêmeo digital.
Quote:
  • "Não há dúvida de que as visualizações estão se tornando uma etapa essencial para a conclusão de projetos complexos e a integração das metodologias do BIM desempenha um papel importante no processo."

    Patricia Oliveira Campeã do BIM Infraero